Flautas de PVC

Flautas de PVC
Para quem quer entrar no universo das flautas transversais sem gastar muito.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Como foi que eu comecei a confeccionar flautas de pvc

Em 1981 eu tomei posse de um gravador de fita cassete da minha mãe (e que se tornou o meu brinquedo favorito)Eu gostava de ler os artigos das revistas e imitar locutores de rádio (uma outra paixão). Um dia resolvi juntar umas vazilhas de aço inox de vários tamanhos, que eram usadas para misturar os produtos químicos de alisamento de cabelo, também da minha mãe. Liguei o gravador e comecei a percutir um ritmo brincando com os timbres e tonalidades. Fiquei impressionado com o resultado. Na época, eu estava com 14 anos. Nunca mais me esqueci disso. No mesmo ano, comecei a trabalhar como sonoplasta na única emissora de rádio que existia na cidade onde morava (Araxá - MG), mergulhando assim no mundo da música comercial. Guardei aquela experiência comigo, enquanto experimentava remix em fitas cassete e discos de vinil. Aos 16 anos comecei a estudar violão e nunca mais parei. Toquei em bares, restaurantes, teatros, shows de rua, etc. Em 1989 aquele impulso que eu tivera com os copos e tijelas de metal vieram à tona quando eu escutei pela primeira vez um disco de vinil do grupo mineiro que toca com instrumentos fabricados por eles mesmos, o UAKTI. Foi aí que minha vida musical mudou para sempre. Comecei a pesquisar como extrair o som de garrafas pet e fazia idiofones com mangueiras e idiofones. Depois vieram os cordofones e tambores ou membrafones. Tudo estava muito fácil até quando resolvi experimentar fazer flautas de PVC temperadas. Foram mais de 10 anos na base da tentativa (erro e acerto).

Foto: Flauta em dó confeccionada com tubo de pvc de 40 mm


Minha primeira experiência foi com uma técnica muito rudimentar que eu achei o máximo na época e resolvi compartilhar através do vídeo Como fazer uma flauta de PVC em si e em dó.
A flauta em si foi a primeira a alcançar duas oitavas, já a flauta em dó tenor só alcançava uma oitava e uma terça maior, por ser com um tubo de 40 mm

A segunda tentativa já foi com broca de aço e furadeira elétrica. Descartei essa técnica porque o motor à base de carvão da furadeira emite um ruído horroroso que acaba com a nossa acuidade auditiva. 



primeira flauta à esquerda em fá e a flauta de êmbolo, 
terceiro instrumento da direita para a esquerda.

10 anos depois da primeira tentativa eu consegui chegar a um modelo satisfatório. Compartilho as 3 descobertas, que estão uma em cada um dos 3 vídeos abaixo:

Flauta de pvc em dó soprano


Flauta de PVC em Fá contralto


Flauta de PVC  em lá Mezzo







As flautas em Dó e ré tenores por serem muito grandes e os furos para a digitação mais distantes me exigem uma digitação alternativa. No vídeo abaixo eu explico melhor e ao final compartilho as medidas para confeccionar uma flauta de PVC em ré:



Por enquanto é até aqui amigos.

Um abraço fraterno a todos e até a próxima publicação.
Julio Vasconcelos


11 comentários:

  1. mano voce é bom no que faz....parabéns muita paz e muita musica.....https://www.youtube.com/watch?v=wBUnXFs9qqQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Professor!!! Seu vídeo mostra que o seu trabalho é muito nobre. Ensinar música às crianças e jovens. Continue sempre. O mundo precisa de seres humanos como o Sr. Sucesso ssempre!!! Sinceramente.

      Excluir
    2. ahaa.....voce sabe,,,somos todos professore e simultaneamente aprendizes.....tamo junto ,,,somando sempre.....gratidão....

      Excluir
  2. Hola Julio, estoy en el camino de la construccion de mis propios instrumentos... muy agradecido por tus videos, fueron de gran ayuda... ahora como profesor de musica en la escuela, les llevo esta gratificante actividad a mis alumnos y juntos hacemos nuestra experiencia musical. muchas gracias... por estas chispas de ingenio y alegria, saludos cordiales, Sebastian

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelos seus vídeos e dicas. Você tem a metragem de transversal em A (la)? Melhor ainda... Sabe as medidas de uma flauta doce tradicional em Lá? Pensei em furar as medidas da de FA e cortar o tubo, mas deve desafinar. durio1970@hotmail.com
    Abcs

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelos seus vídeos e dicas. Você tem a metragem de transversal em A (la)? Melhor ainda... Sabe as medidas de uma flauta doce tradicional em Lá? Pensei em furar as medidas da de FA e cortar o tubo, mas deve desafinar. durio1970@hotmail.com
    Abcs

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo trabalho, é esplêndido, não só pela qualidade resultante, como também pela ideologia que carrega.

    ResponderExcluir
  7. Salve meu amigo tudo em paz?
    Também trabalho com a luthieria de flautas Nativas em diversas culturas do mundo... Gostei muito do seu trabalho, parabéns... Vou deixar o meu site para você dar uma conferida...

    www.flautasartesanais.blogspot.com.br
    www.facebook.com/flautasartesanais

    Namastê irmão! Vamos se falando parceiro!

    ResponderExcluir
  8. Apenas 35 vagas ! Não fique de fora | Últimas vagas

    Oficina AM2 Flautas – Mércia Kolya – Flauta Pedagógica e Mini Percussão como Instrumento Musicalizador - 18/07 - 9h às 18h - apenas R$ 140,00


    E tudo isso com parcelamento !


    Aprendizado de Sensibilização Musical pelo Sistema Kodaly, A Flauta Pedagógica AM2 como instrumento musicalizador na Educação Fundamental (1° ao 3° ano) utilizando partituras específicas. Repertório para Flauta Pedagógica. Transição da Flauta Pedagógica para a Flauta Soprano no Ensino Fundamental (4° e 5° ano). Técnicas de formação de Banda Rítmica para Ensino Infantil e Fundamental com instrumentos percussivos AM2

    OFICINAS 2018: http://oficinas2018.beethoven.art.br/

    ResponderExcluir